Bolsas de estudos para cursos técnicos: Conheça as possibilidades

Sendo os cursos técnicos a grande atração da atenção dos estudantes no momento, muitos deles estão a procura por bolsas de estudos para cursos técnicos. Com isso, várias instituições de ensino oferecem anualmente milhares de bolsas de estudos para cursos para os mais diferentes cursos nas mais distintas áreas do mercado.

Continue lendo para saber mais sobre as diferentes bolsas de estudos para cursos:

Procura por bolsas de estudos para cursos técnicos

Atualmente os cursos técnicos são a grande busca dos estudantes para uma formação acadêmica. Isso ocorre, pois por meio desses cursos, é possível ter uma rápida graduação e retorno financeiro de seu investimento.  

Desse modo, a procura por cursos na área técnica só aumenta a cada ano. Porém, infelizmente muitas pessoas não tem condições de pagar as mensalidades desses cursos.  

Devido isso, muitos programas governamentais e privados, foram criados para gerarem bolsas de estudos para cursos técnicos em diversas instituições de ensino. Assim, ajudando quem mais precisa a ter acesso a educação.


Oferta de bolsas de estudos para cursos técnicos

Os cursos nas áreas técnicas estão ganhando cada vez mais espaço. Devido a isso, muitas instituições estão a cada novo ano expandindo cada vez mais os seus números de vagas para novos estudantes.

Porém, para poder prestar um serviço melhor, muita das instituições possuem programas de geração de bolsas de estudos para cursos técnicos ou estão cadastradas em programas de bolsas externas.

Ou seja, as unidades de educação que não possuem seus próprios programas de oferta de bolsas estudantis para cursos técnicos, possuem programas externos como o Educa Mais Brasil que oferta essas bolsas para os estudantes.

Confira logo abaixo algumas das opções de geradores de bolsas de estudos para cursos técnicos:

  • Quero Bolsa;
  • Educa Mais Brasil;
  • SISUTEC;
  • PSG SENAC;
  • SENAI;
  • SESI;
  • PRONATEC;
  • ETEC;
  • Mais Bolsas;
  • NEORA;
  • Dentre outros.

Para poder se inscrever em todos esses programas de bolsas para cursos técnicos, tudo que o estudante deve fazer é entrar no site e preencher um formulário de inscrição.

Desse modo, cada instituição julgará por seus preceitos se o candidato poderá ou não ganhar a bolsa. Caso sim, a instituição entrará em contato para informar sobre próximos passos.

Lembrando que muitos dos cursos não oferecem apenas bolsas integrais. Assim, é mais comum que as bolsas de estudos para cursos técnicos mais oferecidas sejam de pelo menos 40% ou mais de desconto, podendo chegar até 70% de desconto ou integrais em alguns casos.

Conheça opções além do SISU e Prouni

No início de cada milhares de jovens brasileiros buscam a oportunidade de entrarem em Universidades para darem início a sua vida acadêmica de nível superior. Porém, muitos desses jovens não possuem condições financeiras suficientes para pagar as mensalidades das Universidades particulares.

Portanto, programas como o SISU e Prouni, que garantem cursos gratuitos, possuem grande procura.  

Procura pelo SISU e Prouni

Após milhares de estudantes brasileiros realizarem a prova do ENEM, existe uma verdadeira ansiedade para a chegada de janeiro. Afinal, é neste mês em que os estudantes podem utilizar sua nota ENEM, para ingressar em Universidades públicas ou privadas em todo o país.

O principal portal para de entrada de estudantes nestes centros de educação em nível superior, é sem dúvidas o SISU. Por meio do SISU, os estudantes podem escolher até 2 opções de cursos para concorrer uma vaga em qualquer Universidade pública brasileira.

Desse modo, praticamente todos que fizeram o ENEM, tentam concorrer as vagas disponíveis no SISU. Afinal, existem muitos estudantes brasileiros que não possuem condições financeiras para arcar com as mensalidades de Universidades privadas.

Deste modo, as Universidades públicas que disponibilizam suas vagas através do SISU é a melhor oportunidade.

Mas, além do SISU, ainda existe a opção do Prouni. Este programa permite o financiamento de metade ou até integral de todo o curso que o estudante desejar frequentar em Universidades da rede particular de ensino.

Deste modo, assim como o SISU, milhares de alunos se inscrevem todos os anos neste programa educacional.

Opções além do SISU e Prouni

Porém, mesmo que o Prouni e o SISU sejam os programas educacionais mais procurados, ainda assim, existe outros que podem ajudar tanto quanto esses dois.

Confira mais informações abaixo:

  • FIES:

O FIES 2020, é um programa do Governo brasileiro que permite que os estudantes selecionados pelo programa possam ter acesso a um financiamento especial que deverá ser utilizado apenas para o pagamento da Universidade.

Deste modo, o estudante que optar pelo FIES, poderá financiar totalmente seu curso. Assim, será possível frequentar o curso sem ter de se preocupar com o pagamento das mensalidades, tendo apenas de paga-las somente após a sua formatura.

  • Quero Bolsa:

Diferente dos programas acima, o Quero Bolsa não pertence ao Governo brasileiro, ele é uma iniciativa privada. Porém, não cobra nenhum valor de seus membros cadastrados.

Por meio do Quero Bolsa, os inscritos no site poderão procurar por bolsas de estudos em qualquer curso que desejar e caso possua no site, o estudante poderá ganhar bolsas de estudos que vão de 305 até bolsas integrais em alguns cursos.

Saiba como estudar em uma faculdade particular com auxílio de descontos

A graduação no ensino privado pode acabar sendo u peso no orçamento do estudante e por isso, cada vez mais pessoas estão buscando opções para começar o seu curso pagando menos. Estamos falando de programas que auxiliam você a conquistar o seu diploma através de um valor mais acessível.

FIES

Você já ouviu falar do FIES? O programa está no ar há alguns anos e tem a proposta de oferecer financiamento estudantil a juros acessíveis para os estudantes de renda média ou baixa.

O programa proporciona bolsas parciais e integrais, e quem quer participar das inscrições FIES 2020 precisa estar atento aos requisitos de participação para o programa.

Em primeiro lugar, é preciso participar do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), uma vez que os estudantes concorrem às bolsas a partir de sua pontuação na prova.

Mas não é considerada só a participação, pois o estudante também precisa estar na média dos 450 pontos e não ter zerado a prova de redação do Enem para concorrer às vagas.

Estando de acordo com os parâmetros de renda igualmente, é só acessar o site do FIES e se inscrever. O estudante será comunicado sobre as novidades do processo seletivo através dos dados de contato informados.

Se aprovado, o bolsista do FIES fica sujeito a cumprir o pagamento trimestral de R$150, que contribui diretamente para a continuação do programa e só precisa começar a pagar o valor do financiamento alguns meses depois de concluir o seu curso!

PROUNI

O Programa Universidade Para Todos (PROUNI) é um dos sistemas oficiais de distribuição de vagas através do Enem e é responsável pelas bolsas da rede particular.

Assim como o FIES, o programa também dispõe de bolsas parciais e integrais que podem ser conquistadas através da pontuação no Enem e da renda média da categoria escolhida.

Para se inscrever no Prouni, o estudante deve alcançar pontuação mínima de 450 pontos e não zerar a redação, mas vale lembrar que essa média não garante a aquisição da bolsa de estudos.

É interessante ressaltar que a inciativa é válida somente para estudantes que concluíram o ensino médio na rede pública ou na rede particular como bolsista integral.

O Prouni abre vagas duas vezes por ano: no começo do primeiro semestre letivo, em que a concorrência é maior; e no começo do segundo ano letivo, em que a concorrência é mais branda.

Sem grana para pagar a faculdade? Saiba como ganhar uma bolsa parcial ou integral na graduação

A graduação faz parte do sonho de muitos brasileiros que almejam alcançar um diploma. A educação no país, principal para nível superior, ainda tem um custo muito alto para o orçamento de muitas famílias. Entretanto, é importante ressaltar que existem algumas formas de você conseguir estudar pagando menos ou até não pagando nada.

Ainda não conhece essa opção? Então se você está sem grana e precisa começar a sua faculdade o quanto antes, confira as informações a seguir e saiba como você pode ganhar uma bolsa parcial ou integral para cursar sua graduação:

Bolsas Parciais

Vamos começar falando um pouco das bolsas parciais, pois elas são mais acessíveis e estão sendo disponibilizados por mais programas do mercado. Para o estudante que quer conseguir uma oportunidade de estudar em instituições de ensino reconhecidas, trazemos duas opções interessantes.

Educa Mais Brasil

A primeira opção para você que almeja começar a sua graduação em breve é o Educa Mais Brasil 2020. A inciativa começou a algum tempo e funciona da seguinte forma: o candidato acessa o site do programa, verifica as oportunidades para a sua região e se inscreve a fim de conseguir um desconto de até 70%.

O programa não exige a participação do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio e o mesmo só precisa cumprir com a primeira mensalidade do curso de forma integral, então, começar a receber os descontos.

Fies

Um outro recurso que pode estar sendo utilizado é o Fies, o maior programa de financiamento estudantil do país e vale lembrar, com os menor juros do mercado.

Diferente do Educa Mais Brasil, o Fies exige participação no Enem, assim como nota mínima de 450 pontos para poder se inscrever no programa. As bolsas podem ser parciais ou integrais.

Bolsas integrais

Vamos tratar agora das possibilidades para quem quer estudar sem pagar nada! Diferente do que muitas pessoas podendo estar pensando, essa opção é recorrente sim, mas possui requisitos mais rígidos.

Prouni

O Programa Universidade Para Todos é um dos sistemas oficias de distribuição de vagas do Enem e a sua proposta é possível através de uma parceria com instituições do ensino superior.

Para se inscrever no Prouni, é preciso possuir nota mínima de 450 pontos e para garantir a sua vaga, é necessário superar a nota de corte.

Sisu

Ainda sobre os sistemas oficias do Enem, temos o Sistema de Seleção Unificada. Diferente do Prouni, que oferta bolsas parciais e integrais na rede particular, o Sisu diz respeito as vagas da rede pública.

Ambos os sistemas são bem parecidos, mas vale enfatizar que o Sisu acontece primeiro, abrindo suas inscrições um pouco depois da divulgação do resultado para o Enem.

Fonte: educamais.com.br

Cursos superiores mais concorridos nas universidades públicas de Minas Gerais

Minas Gerais é um dos estados que são referência quando o quesito é educação superior. Por isso, muitas pessoas, mesmo residentes de outros estados, almejam uma vaga nas instituições públicas de MG. Alguns dos cursos oferecidos pelas instituições possuem notas de corte surpreendentes. Quer saber mais? Então confira a seguir uma lista com os cursos superiores mais concorridos nas universidades públicas de Minas Gerais:

Minas Gerais é um dos estados mais promissores quando o assunto é o ensino superior. Algum tempo atrás, a Universidade Federal e Minas Gerias, instituição de referência do país, ficou em evidência por possuir as notas de corte mais altas do país para alguns cursos como Medicina.

Para ingressar nas instituições públicas do estado de Minas Gerais, é preciso antes participar do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), pois esta é forma padrão de vestibular para a maioria das instituições públicas.

Depois de ter acesso a sua nota do Enem, você deverá se inscrever no site do Sistema de Seleção Unificada (SISU), responsável pela distribuição de vagas na rede pública de ensino.

Para tanto, o candidato deve ter obtido nota superior a 450 pontos e não ter zerado a prova de redação do exame. Mas é preciso estar atento! Afinal, essa nota só garante que o estudante possa se inscrever no sistema do Sisu.

É neste ponto que as notas de corte SISU UFMG serão fundamentais para garantir a aprovação do estudante no curso. Isto porque, será a nota de corte a ferramenta a definir se a sua pontuação é suficiente para aquele curso ou não.

Por isso é tão importante estar atento a nota de corte, que nos últimos anos foi bem alta para alguns cursos da rede pública de Minas Gerais, o que colocou o estado em evidência.

Para não perder nenhum detalhe, o candidato precisa estar atento ao cronograma do SISU 2020no qual serão divulgadas informações como o lançamento de inscrição até o próprio resultado.

Se você está pensando em se candidatar para os cursos da rede pública de Minas Gerais, vale a pena conferir quais são as formações mais concorridas.

A lista a seguir foi baseada nos últimos registros do Sistema de Seleção Unificada (SISU), na qual podemos visualizar os cursos com o maior número de inscritos nos últimos anos. Veja quais são eles abaixo:

  • Medicina
  • Direito
  • Psicologia 
  • Odontologia
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Educação Física
  • Nutrição
  • Engenharia Civil
  • Ciências Contábeis
  • Arquitetura e Urbanismo
  • Radiologia 
  • Letras

10 melhores universidades públicas para cursar Medicina

O curso de Medicina é bastante tradicional e apesar de outras profissões estarem em alta, muitos estudantes ainda sonham com uma carreira na área.

Mas com tantas instituições particulares oferecendo o curso, como saber qual a ideal para você? Para ajudar a escolher uma universidade e entender os processos seletivos, preparamos uma lista exclusiva.

É importante enfatizar que as instituições particulares do ensino superior possuem um método bem específico de ingresso. O mais tradicional deles é através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O programa que dá acesso as vagas da universidade particular através do Enem é o Programa Universidade Para Todos (PROUNI), mas vale lembrar que nem todo mundo pode participar.

O principal objetivo do Prouni é dar acesso facilitado a universidade para os estudantes de baixa renda, e este é um dos primeiros requisitos do programa. As categorias de bolsa se dividem entre parcial e integral, devendo possuir a renda referida.

Além disso, para concorrer as vagas do Prouni, o estudante deve ter cursado o ensino médio na rede pública de ensino ou na rede particular na condição de bolsista.

Não participei do Enem, e agora?

Como dito acima, o Enem é o método mais tradicional na ingresso na universidade, mas não é o único. O estudante ainda pode conseguir ingressar no curso de medicina participando da prova das inscrições vestibular FUVEST 2020.

A sigla FUVEST corresponde a Fundação Universitária para o Vestibular e é uma avaliação totalmente dedicada a distribuição de vagas da Universidade de São Paulo (USP) e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSC-SP).

A prova acontece durante dois dias e os candidatos deverão responder questões relacionadas as matérias estudadas no ensino médio e produzir uma redação.

E se eu não realizar esses vestibulares?

Bem, se você não quer ou não conseguiu participar de provas classificadas como concurso, sendo o caso do ENEM e da FUVEST, você pode participar do vestibular tradicional da sua instituição.

Um bom exemplo é o vestibular UNICAMP 2020que realiza uma prova tradicional da instituição para classificar os alunos. Nesse caso, você só estará concorrendo a uma vaga na própria instituição.

Agora que você já compreendeu os métodos de ingresso, veja onde você pode estudar e pesquise sobre as opções de vestibular oferecidas:

  1. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)
  2. Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa São Paulo (FCMSCSP)
  3. Escola Bahiana de Medicina E Saúde Pública (EBMSP)
  4. Universidade Católica de Pelotas (UCPEL)
  5. Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
  6. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP)
  7. Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM)
  8. Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS)
  9. Universidade Católica de Brasília (UCB)
  10.  Universidade Potiguar (UNP)

Conheça profissões que proporcionam flexibilidade ao trabalhador

A maioria das carreiras é conhecida principalmente por uma carga horária pesada, ocupando com horários restritos a rotina do trabalhador. Mas você sabia que existem algumas profissões perfeitas para quem quer flexibilidade no dia a dia? Conheça a seguir algumas funções que promovem horário flexível para você:

Psicóloga

A demanda do curso de psicologia chega a ser um mistério, até para os próprios profissionais da área. Em questão de anos poder que a profissão seja bastante requisitada.

Mas o que é realmente interessante sobre este cargo é a possibilidade de escolher quantos pacientes você verá por dia e em quais horários.

O profissional da área pode até escolher um determinado turno para atender os pacientes e fica ao seu critério a duração das sessões, estimadas para pelo menos uma hora.

Dentista

Seguindo a linha de trabalho dos psicólogos, podemos considerar como flexível para horários a profissão de dentista, que promove diversas outras vantagens.

Mesmo no inicio da carreira, o dentista tem a opção de escolher o seu horário de atendimento. Alguns até decidem em quais dias da semana vão atender os pacientes.

Devido a essa grande vantagem para a carreira, muitos profissionais atendem em mais de um consultório e conseguem aumentar o seu rendimento.

Cabeleireira

Partindo para o mundo da beleza, temos a carreira de cabeleireira. Esta é, sem dúvidas, uma das opções mais flexíveis em diversos sentidos.

É possível, por exemplo, estabelecer a sua própria tabela de preço. O profissional da área  pode ainda, escolher se quer atender em seu estabelecimento ou a domicílio.

Os horários e dias de atuação também ficam a critério do profissional. Muitos cabeleireiros atuam em mais de um salão, enquanto outros preferem aumentar a renda trabalhando nos fins de semana.

Esteticista

O esteticista é um profissional que está sendo muito requisitado no mercado e por isso, é possível que mesmo tendo acesso a um horário flexível, o encarregado da área tenha a agenda bem lotada.

Mas falando em aspectos gerais, é uma profissão bem interessante por possuir uma amplitude de atuação no mercado. O que influencia diretamente na escolha de horário de atendimento do profissional. Fica a critério do esteticista a disponibilidade para atender o cliente.

Esta também é uma função que tem sido adaptada como renda extra para muitos brasileiros e é válido mencionar que exitem diversos estabelecimentos como salões de beleza e spas que oferecem o serviço do esteticista. Vale a pena considerar!

Desenhista: Como seguir carreira como desenhista

Você já pensou em seguir a carreira de desenhista? Muita gente talentosa gostaria d trabalhar na área, mas não faz ideia de como isso é possível.

Seguindo um plano de carreira bem elaborado você pode se trnar um grande desenhista. Não sabe como? Leia o texto a seguir e saiba como seguir essa carreira:

Defina a sua linha de desenho

Exitem diferentes tipos de artistas e para começar nessa carreira, é interessante definir a sua linha de desenho, ou seja, escolher o seu estilo Um artista pode ter, na verdade, diferentes estilos, permeando entre técnicas diferentes. Uma boa dica é estudar um pouco de arte para entender em qual linha o seu traço se encaixa.

Faça um curso

Quando falamos na carreira de desenhista, é importante ter em mente a valorização da capacitação profissional. Muitos artistas possuem um talento único, mas deixam de ser contratados quando o currículo está vazio. Por isso, vale a pena investir em um curso. Mas esteja atento para qual nível de formação você estará escolhendo.

Participe de oficinas de artes

As oficinas, de todos os tipos, estão bem na moda ultimamente principalmente por oferecer ensino prático e objetivo. Além disso, a maioria oferece certificado de participação, o que será bem interessante para a sua experiência. Você vai gostar de saber ainda, que oas oficinas têm um custo bastante acessível e podem ser realizados em um único dia.

Aposte em ser desenhista freelancer

Você já ouviu falar na categoria de trabalho de freelancer? Esse tipo de atividade consiste em contratos por serviço prestado e não possuem vínculo empregatício. E apesar de não oferecerem direitos trabalhistas, o interessante sobre o serviço de freelancer é que você não recebe descontos em seu pagamento e ainda ganha experiência. Muita gente tem atuado como freelancer e esse pode ser um passo inicial na sua carreira de desenhista.

Esteja sempre participando de eventos na área

Além de permitir que você fique por dentro do mundo dos desenhos e as tendências do mercado, participar de grandes eventos será uma chance de você conhecer pessoas influentes da área. Na carreira de desenhista, possuir os contatos certos será um grande diferencial para chegar as oportunidades.

Estabeleça metas e destaque-se

Quando já estiver inserido na área, busque se destacar e estar sempre atento as oportunidades. Será muito mais fácil ser selecionado em uma entrevista se você já estiver com algum ipo de experiência na área.